A festa da democracia toma as ruas de Caracas

12 abr

Por Renata Mielli, de Caracas / 

Fotos: Renata Mielli e Vinícius Mansur
Nesta quinta-feira (11), o povo venezuelano mostrou ao mundo que as lideranças políticas são fundamentais, mas que a consciência forjada em 14 anos de revolução bolivariana é a base da formação do principal protagonista do processo político em curso na Venezuela: o povo.

                                    
E foi este povo que ocupou dezenas de quilômetros de ruas e avenidas de Caracas para demonstrar seu apoio irrestrito à revolução, sua lealdade ao Comandante Hugo Chávez e gritar bem alto que “Chávez, te lo juro, mi voto és pá Maduro”.

Desde muito cedo, por volta das 5 horas da manhã, carros percorriam as ruas da cidade tocando músicas tanto da campanha de Chávez como da de Maduro. Sete das principais avenidas da capital foram tomadas por uma avalanche de pessoas vestindo vermelho, festejando com alegria as conquistas que foram alcançadas pela revolução. No metrô, repleto de chavistas, gritavam: viva, viva, viva a Pátria Socialista! Entre os vários adereços da campanha, um sobressaía: o bigode de Maduro. Em pinturas nos muros, nos rostos de homens e mulheres.

O mesmo carinho que o povo dedicava à Hugo Chávez, estava visível nos rostos das pessoas neste dia. Maduro, percorreu as avenidas num carro aberto, cumprimentando a população, até chegar ao palco principal do Ato de Encerramento da campanha, na Avenida Bolívar. Antes do discurso de Maduro, vários artistas se apresentaram. Diego Maradona estava presente e deixou sua saudação, levantando a multidão.

Entre os oradores, o governador do Estado de Barinas, Adan Chávez, irmão de Hugo Chávez, reiterou o seu apoio à Maduro. No palco, ao lado de Nicolás Maduro, as filhas e o neto de Chávez, que têm acompanhado o presidente por toda a Venezuela.
                          

As lágrimas e o sorriso se misturaram nos rostos de todos, quando um vídeo do último comício de campanha de Chávez – a última aparição pública do ex-presidente – foi mostrado no telão do palco principal. O Comandante cantava o hino nacional, sob a chuva que banhou a cidade naquele dia. Neste momento, um coro de centenas de milhares de pessoas acompanhou o ex-presidente.

O ato de encerramento de campanha terminou depois das 20 horas. O povo continuou nas ruas, cantando e dançando noite a dentro.
Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: