Em Brasília, organizações sociais realizam ato em apoio ao povo venezuelano

11 jan

Imagem

Na noite desta quinta-feira (10/01), data marcada para o início do novo mandato do presidente reeleito Hugo Chávez, representantes de movimentos sociais, partidos políticos e organizações sindicais, foram até a embaixada da Venezuela, em Brasília, prestar apoio e solidariedade ao povo venezuelano.

A atividade aconteceu no mesmo dia em que a população venezuelana foi às ruas, mesmo sem a presença do presidente Chávez – que se encontra em Cuba, realizando tratamento médico – para defender a continuidade do processo da Revolução Bolivariana. Uma multidão foi até o Palácio Miraflores “tomar posse” e assegurar que a vontade dos mais de 8 milhões que reelegeram Chávez nas eleições de outubro passado seja respeitada.

Nei Zavaski, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), saudou o povo venezuelano em nome do comitê do Distrito Federal da “Campanha Brasil Está Com Chávez” e ressaltou que, ao contrário do que diz a mídia internacional, o processo venezuelano da Revolução Bolivariana é tocado pelo povo organizado e não somente por um “caudilho”.

“Desejamos que o presidente conclua seu tratamento e volte para construir, junto com seu povo, o processo da revolução bolivariana que tanto tem ajudado aos venezuelanos e aos povos de outros países”, afirmou Nei Zavaski. O militante ainda ressaltou o papel da juventude na construção de “um país soberano”.

Imagem

Lições de Chávez

O jornalista Beto Almeida, membro da Junta Diretiva da Telesur, afirmou que o presidente Chávez cumpre uma função história no mundo, “a da construção do socialismo”. Segundo ele, o presidente sempre deixa lições à população e, uma delas, é a de construir seus próprios meios de comunicação. “Chávez é uma grande comunicador, mas também um grande construtor de comunicação. Aqui no Brasil, também temos que construir nossa própria mídia”, afirmou.

Para o jornalista, outra lição ensinada por Chávez é a da união cívico-militar, “indispensável para o triunfo de qualquer revolução”.

A Campanha Brasil está com Chávez

A “Campanha Brasil está com Chávez” nasceu da percepção de que o Brasil teve um papel político importante na disputa eleitoral travada na Venezuela durante as eleições presidenciais de 7 de outubro de 2012, uma vez que a direita venezuelana e brasileira buscam impedir a continuidade e aprofundamento da chamada Revolução Bolivariana.

Por isso, partidos políticos, organizações sindicais, movimentos sociais e entidades estudantis brasileiras criaram a “Campanha Brasil está com Chávez”, realizaram e realizam diversas atividades em apoio à reeleição do presidente Chávez e ao povo venezuelano.

 

A atividade de solidariedade ao povo venezuelano contou ainda com a presença do embaixador da Bolívia, Jerjes Justiniano Talavera; do embaixador de Cuba, Carlos Rafael Zamora Rodríguez; e de membros do corpo diplomático do Equador.Imagem

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: